31.5.07

Um saco de sementes

“Sede fortes, e revigore-se o vosso coração, vós todos que esperais no Senhor”. (Salmo 31.24)

Esperar. Quantos minutos, dias, anos, sonhos, vidas, cabem nessa palavra?
Se vivemos uma vida cristã, vivemos esperando. Quando Jesus nos disse em Mateus 13.31: “O Reino dos Céus é semelhante a um grão de mostarda, que um homem tomou e plantou no seu campo”, ele comparou todo o Reino de Deus a uma semente. Eu não sei quanto a você, mas eu nunca vi uma semente de mostarda virar uma árvore da noite para o dia.
Para que a semente cresça e dê frutos é preciso ter uma terra boa, sol, água, cuidado de um plantador e tempo para que ela germine.
“Semeia pela manhã a tua semente e à tarde não repouses a mão, porque não sabes qual prosperará” (Eclesiastes 11.6).
A Bíblia é um saco cheio de sementes. Em cada palavra há uma promessa de algo tremendo que começa pequeno e promete um período de crescimento e espera.
“Porque é preceito sobre preceito, preceito e mais preceito; regra sobre regra, regra e mais regra; um pouco aqui e um pouco ali” (Isaías 28.10).
Quando Deus fez o mundo, Ele não disse: ”Que haja mundo e houve mundo”.
Ele disse: “Haja luz e houve luz”, “Haja firmamento no meio das águas e separação entre águas e águas”, “Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num só lugar, e apareça a porção seca”, “Produza a terra a relva, ervas que dêem semente e árvores frutíferas que dêem fruto segundo a sua espécie, cuja a semente esteja nele, sobre a terra” (Gênesis 1.3:11).
Ao fazer uma coisa de cada vez, o Senhor estabeleceu um preceito. Existe um tempo determinado para cada coisa e uma espera para que a obra se complete.
“Tudo tem seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu” (Eclesiastes3.1).
Quando a semente é lançada na terra ela irá seguir o preceito estabelecido pelo Pai. Ela demorará um tempo na terra até que saia e se manifeste; o mesmo acontece quando você planta a palavra de Deus em seu coração.
A semente, antes de romper a terra e se manifestar, cresce para baixo, criando raízes que a sustentarão.
“Plantaste-os, e eles deitaram raízes; crescem, dão frutos” (Jeremias 12.2).
Quando plantamos uma semente, não ficamos tentando abrir a terra para ver se ela está criando raízes, nós simplesmente sabemos que com o tempo, ela sairá. Se ainda não vemos, é porque ela segue seu tempo, criando raízes, crescendo para baixo, para que possa sustentar-se quando chegar a hora de romper a terra.
“Quem pratica a verdade aproxima-se da luz, a fim de que as suas obras sejam manifestadas, porque feitas em Deus” (João 3.21).
As plantas crescem buscando o sol porque ele reflete a manifestação das obras de Deus. A semente que você plantou cresce buscando a Jesus, que é a luz do mundo, porque essa semente refletirá as obras de Deus.
Toda semente que plantamos só tem um propósito. Revelar Jesus em nossas vidas e não há como ela crescer em outra direção. Sendo assim, ela passará um tempo de espera na terra porque convém que seja assim, preceito sobre preceito.
“Avigoram-se as árvores do Senhor e os cedros do Líbano que ele plantou” (Salmo 104.16). A semente que você achou que lançou sozinho, foi plantada pelo Pai em seu coração. Ele lhe deu a semente, Ele é o sol, Ele dará o crescimento e Ele fará manifestar a sua árvore.
“Porque ele é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se perturba, nem deixa de dar fruto” (Jeremias 17.8).
Continue esperando. Se a sua semente ainda não saiu da terra, isso não significa que ela não esteja crescendo.
Continue esperando. Pois, a qualquer momento ela romperá a terra, voltando a sua face para o sol; revelando as obras do Senhor.
Continue esperando.
Continue semeando.

Um comentário:

Juci disse...

Mercinha,

Confortante e Linda mensagem!!! Que a graça e o amor de Deus esteja sempre sob a sua vida.

Um beijo,